• INTERNACIONAL
  • ARGENTINA
  • BRASIL
  • BOLIVIA
  • CHILE
  • COLOMBIA
  • COSTA RICA
  • ECUADOR
  • EL SALVADOR
  • ESTADOS UNIDOS
  • GUATEMALA
  • HAITI
  • HONDURAS
  • MEXICO
  • NICARAGUA
  • PANAMA
  • PARAGUAY
  • PERU
  • R. DOMINICANA
  • URUGUAY
  • VENEZUELA
Os princípios do TETO para a Rendição de Contas
A América Latina é a região mais desconfiada do mundo1, é por isso que acreditamos na Rendição de Contas, não só por causa da obrigação de transparência, mas porque as sociedades justas e igualitárias que sonhamos devem ser assim.
Como organização da sociedade civil, os resultados e as operações do TETO são de interesse público. Nesse sentido, somos responsáveis ​​por responder e prestar contas aos nossos stakeholders sobre os resultados, a gestão de recursos e nossos objetivos.
A Rendição de Contas é uma forma de auto-regulação que nos permite:
  • Assumir a responsabilidade por nossas ações e suas conseqüências.
  • Responder e ser honestos com quem interagimos: voluntariado, equipe de trabalho, moradores de comunidades precárias, doadores, governos, parceiros.
  • Esforçar-nos para alcançar nossos objetivos da missão de forma justa.
  • Compartilhar todas as informações necessárias de forma aberta, acessível e fácil de entender.
Por este motivo, o TETO adere ao Padrão Global para a Rendição de Contas da Sociedade Civil, lutando todos os dias para cumprir seus 12 compromissos:
Ao cumprir essa responsabilidade, o TETO procura mostrar-se como a organização ética, coerente e transformadora que pretende ser, através da exposição de sua filosofia organizacional, sua estrutura, sua forma de atuação, sua forma de gestão e seus resultados.
¹Latinobarómetro, 1995-2010