• INTERNACIONAL
  • ARGENTINA
  • BRASIL
  • BOLIVIA
  • CHILE
  • COLOMBIA
  • COSTA RICA
  • ECUADOR
  • EL SALVADOR
  • ESTADOS UNIDOS
  • GUATEMALA
  • HAITI
  • HONDURAS
  • MEXICO
  • PANAMÁ
  • PARAGUAY
  • PERU
  • R. DOMINICANA
  • URUGUAY
  • VENEZUELA

O TETO BRASIL manifesta por meio desta Nota a preocupação com os últimos atentados ocorridos no Quilombo Kingoma – comunidade quilombola localizada em Lauro de Freitas, Bahia. No dia 14 de julho, o Quilombo foi alvo de uma invasão que resultou na queima de barracos e casas de alvenaria. Nesse último domingo (28) a comunidade foi mais uma vez surpreendida pela presença de um grupo de homens não identificados que afirmam ser proprietários do terreno. Além desses recentes episódios, a comunidade tem histórico de invasões, ameaças e agressões aos seus moradores.
O Quilombo Kingoma possui certificação da Fundação Cultural Palmares (FCP) – entidade vinculada ao Ministério da Cidadania responsável pela emissão de certidão às comunidades quilombolas – e aguarda a emissão do RTID (Relatório Territorial de Identificação e Delimitação) documento fundamental que garante à comunidade uma segurança por meio da delimitação e titulação das terras quilombolas, emitido pelo INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).
Sabemos que o Quilombo Kingoma resiste. O TETO BRASIL se solidariza com todas as adversidades vividas pelo quilombo e se coloca sempre à disposição para somar e auxiliar no que for possível, assim como solicita que os casos sejam investigados pelos órgãos responsáveis e que seja dado um retorno rápido e conclusivo à comunidade.