TETO
22 agosto, 2017

24 representantes de comunidades do Brasil se unem para troca, debates e reflexão

Por Elizangela Santos, diretora nacional de Programas e Projetos Sociais 

Entre os dias 09 e 11 de junho, concretizamos o resultado de meses de trabalho, de legado de pessoas singulares e de muitos sonhos.

O Encontro Nacional de Lideranças Comunitárias (ENLICO) deixou sua faísca para muitos objetivos grandiosos, compartilhando momentos sobre Direito à Cidade, Liderança Transformadora e Participação Cidadã. Objetivos liderados por pessoas fortes, guerreiras e inspiradoras, que nos apresentaram em suas lutas, a genuína vontade de fazer o melhor junto às comunidades que trabalhamos em parceria. O exercício da liderança em uma comunidade ultrapassa aspectos que estamos habituados, uma vez que a consciência do trabalho e da influência na vida de cada pessoa não podem ter o nó desatado e, nesse laço, a força que prevalece é baseada em características como a escuta ativa, o aprender fazendo e a colaboração.

A cada dois anos, o ENLICO acontece, tornando possível a reunião de representantes das mais de 30 comunidades em que o TETO atua para promover espaços de debates sobre seus direitos, fortalecer seus conhecimentos sobre liderança e desenvolvimento comunitário, utilizando ferramentas que proporcionam o vínculo com os objetivos pretendidos. E muito além disso, favorecendo o espaço do diálogo entre diferentes realidades do Rio de Janeiro, Paraná, Bahia e São Paulo.

Espaços aproveitados por pessoas únicas como o Renato Pereira de Araújo, líder comunitário da Vila Vitório, na Bahia, que ergueu sua casa sozinho, tabua por tabua, dia após dia e, a cada nova oportunidade, abraçou as pessoas da comunidade que se formava. A cada reunião marcada aos finais de semana em suas comunidades, líderes como Sr. Renato promovem o espaço de desenvolvimento colaborativo, identificando suas necessidades, formando grupos de trabalho para fortalecer projetos de melhoria de vida. Como organização, o TETO apoia essas iniciativas por meio de voluntárias e voluntários para que cada vez mais a identidade, participação, trabalho em rede e autogestão sejam aprimorados em cada exercício nessas comunidades.

Trocas de experiências como essa foram a essência do 3º ENLICO, fazendo com que líderes e representantes expandam seus horizontes e, após o encontro, levem para suas comunidades as iniciativas e maior formação para juntos alcançarem suas metas. O olhar maduro de quem tanto lutou para que a colheita fosse oportuna, faz com que nós, jovens voluntários/as, tenhamos a percepção da importância das raízes, da força, da ação colaborativa e do propósito claro que nossos líderes demonstram em suas ações.

Esse encontro contou com o apoio das Aldeias Infantis, LBV, HSA Gráfica, MobiBrasil e Almanara, fundamentais para a organização e, mais do que nunca, da sua parceria de sempre, possibilitando que essa chama seguisse iluminando o caminho de cada uma dessas lideranças.